Por vários anos, os clientes de veículos novos consideraram os porta-copos mais consideráveis do que a economia de combustível. Ganhar mais de alguns reais por cada litro de combustível mudou estas prioridades.

A indústria automotiva respondeu oferecendo um número gradativo de modelos eficazes no que diz respeito ao combustível – não só híbridos. Os engenheiros de automóveis estão cada vez mais ligados e preocupados em criar carros que gastam menos combustível.

Obter um veículo que consome baixa quantidade de combustível não é um mistério, observe determinadas dicas:

1. Por qual motivo ter um automóvel?

comprar-carro-combustivel-eficiente Antes de definir qualquer marca ou tipo, é importante retornar e considerar a causa pela qual você usa o carro. Você está carecendo de um carro especificamente para ir de casa para o trabalho?

Ou é com o objetivo de fazer serviços ligeiros dentro da cidade? Quantos passageiros você costuma transportar? Comprar um automóvel que atenda, todavia não exceda as necessidades reais do condutor é um primeiro e essencial passo a fim de garantir a eficiência do combustível.

2. Avalie o tamanho do veículo

Depois de uma autoavaliação honesta de como você usará seu automóvel, é hora de pensar sobre o tamanho do veículo: SUV, Minivan, Pickup, Crossover, Wagon, Sedan de tamanho mediano, compacto ou subcompacto.

Por que comprar um tamanho é necessário? Pois quando se fala de eficácia de combustível, o porte é significativo. O peso do automóvel é o motivo determinante para o gasto do combustível.

Um automóvel mais pesado precisa de mais vigor e, portanto, utilizará mais combustível com o objetivo de se locomover. Você irá estar bem à frente em se tratando de menos gasto de combustível se você souber selecionar o porte ideal do seu carro.

3. Maior potência ou menos consumo?

A força do motor tem a necessidade de ser conveniente às suas necessidades diárias, pois ela afeta no dispêndio do combustível.

Na quase totalidade dos casos, um motor menos forte resultará em menos consumo de combustível. Um motor com menos cavalos é capaz de significar maiores proveitos na eficácia de combustível.

As principais estatísticas estão relacionadas ao número de cilindros e à fração de mobilização do motor. Para uma eficácia máxima de combustível, selecione um veículo de quatro cilindros a um de seis cilindros ou um de seis cilindros ao invés de oito.

4. Atente-se no consumo por litro

comprar-carro-combustivel-eficiente Com a tabela de alguns modelos em mãos, você pode diminuir sua consulta para uma estatística: a classificação de consumo por litro. Estes dados são muito essenciais em se tratando de comparação.

Ao atravessar o showroom de uma loja de veículos, tome nota das classificações de gasto por litro dos diversos carros que acham-se em sua tabela.

5. Pense em obter um híbrido

Na ocasião em que os flex introduziram-se pela primeira vez no comércio estadunidense, eles foram percebidos como projetos científicos. Não mais. Em 2007, mais de 350.000 clientes obtiveram Toyota Prius, Honda Civic Hybrid e Ford Escape Hybrid.

A crescente popularidade dos flex está diretamente vinculada à capacidade da tecnologia de consumir pouco combustível. Em todo segmento – desde compactos até SUVs – os flex estão no topo da tabela para a eficiência de combustível. É capaz que se pague um pouco mais pelo sistema híbrido.

Em contrapartida, inúmeras empresas de comunicação ao cliente, relatam retorno do investimento em menos de 5 anos aos híbridos mais eficientes.

6. Você pode pensar em obter um carro a Diesel

Os automóveis a diesel funcionam de forma mais eficaz em comparação aos seus semelhantes a gasolina, pois eles usam taxas de compressão maiores e temperaturas de combustão mais elevadas.

A vantagem de eficiência é reforçada pelo motivo de que 1L de óleo diesel abrange em torno de dez por cento mais potência do que um litro de gasolina. Estes dois motivos auxiliam os veículos a diesel de injeção direta mais novos a obterem economia de combustível praticamente 50% maior do que os motores a gasolina.

Essa é uma ampla razão pela qual os veículos a diesel, agora, são quase 50% da totalidade das vendas de automóveis novos no continente europeu.

Muitas vezes, a necessidade de assistência do automóvel é ignorada pelo dono do automóvel. Substituir o óleo lubrificante é uma das formas mais simples e mais em conta de se assegurar de que o veículo vai continuar funcionando em bom estado.

De uma forma abrangente, a dica é para que a troca do óleo venha a ser elaborada a cada 5.000km rodados. Mesmo que isto não prejudique seu automóvel, não é exatamente preciso, em especial quando se trata de automóveis novos.

Normalmente, de 6.500 a 10.000 quilômetros ainda é um intervalo aceitável a fim de manter a sua reserva de óleo.

Todavia como entender se o óleo encontra-se bom ou ruim? Observe vários dos sinais que o produto e o motor do carro vão revelar:

Óleo preto e com partículas? atente-se!

Este aspecto é o que você necessita treinar seu olho a notar. A coloração original do óleo é mais para um castanho, o líquido, que é engrossado, irá escurecer depressa após algumas semanas de uso.

Dado que você começa a enxergar partículas misturadas a esse óleo escuro é porque chegou a hora de trocar o produto. Se você não almeja sobrepesar o filtro até o ponto em que os contaminantes cheguem a desabar no motor, promova o mais rapidamente possível a substituição do óleo assim que perceber a alteração do tom e aspecto do óleo.

Motor barulhento? Ache um mecânico!

sinais-para-troca-de-oleo O óleo engraxa o seu motor. Sem lubrificação, as engrenagens irão começar a friccionar umas nas outras, a atritar, gerando barulhos mais detestáveis do que você está habituado a escutar no interior do capô do automóvel.

Trocar o óleo velho por um novo é capaz de prevenir dores de cabeça maiores.

Se esqueceu da data de troca, o que fazer?

Além de certificar-se de que o óleo está no nível apropriado, a coisa mais essencial com relação a saber se o período da troca de óleo está perto é fazer um cronograma de troca.

Caso você não consiga se lembrar da última vez que os fluidos do motor do seu veículo foram trocados, então substitua o óleo independentemente de ter certeza quando foi a troca anterior. Registre a data da substituição atual e faça um planejamento de troca por tempo e/ou quilômetros rodados.

A luz de controle do motor no painel do veículo não fica apagada

sinais-para-troca-de-oleo Vários carros atualmente possuem seu próprio sinal de medidor de óleo, mas, para os mais antigos, a luz do controle do motor pode se mostrar quando há alguma coisa errada com o lubrificante.

Antes de perder tempo tentando checar todo o resto de problemas que o motor é capaz de manifestar, deixe o processo mais simples e verifique a vareta do óleo em primeiro lugar.

Quando o nível do óleo diminuir

O motor irá, paulatinamente, “beber” o óleo. É o que ocorre, quando o fluido está sendo utilizado por algum tempo. Ainda assim, quando o óleo está velho ele, provavelmente, não estará fazendo o seu trabalho com demasiada eficácia.

E no momento em que o óleo não está efetivamente fazendo seu trabalho, o motor irá usar cada vez mais fluido a fim de garantir que seu funcionamento esteja sem problemas.

Na ocasião em que você nota o nível do fluido do motor ficar extremamente reduzido, não é só complementar o óleo. Observe a textura do óleo. É capaz de ser momento de executar a troca completa.