LENDA: O incômodo e o inconveniente do cinto

FATO: Em primeiro lugar, as pessoas são capazes de achar os cintos de segurança desconfortáveis, confinantes ou insustentáveis, meramente porque não estão acostumados a utilizar este fundamental acessório de segurança. As pessoas que já fizeram do uso do cinto um costume são capazes de confirmar que, dado que seu uso se torna um hábito, não há incômodo ou inadequação. Lembre-se sempre que o grave incômodo acarretado pelos graves acidentes com automóveis de maneira alguma se compara ao desconforto que você pensa sentir empregando um cinto de segurança.

LENDA: Os cintos de segurança do meu automóvel não estão funcionando

mitos-cinto-seguraca FATO: É preciso que todos entendam que os cintos de ombro mais novos são feitos para que você possa se mover bem, contudo eles ainda vão ser travados durante paradas repentinas ou falhas. Muitas pessoas confundem esta liberdade de deslocamento como um mecanismo com defeito. Os cintos de 3 pontos, mais modernos, são planejados para travar apenas quando o carro altera de velocidade ou de direção subitamente, e não no momento em que o ocupante modifica de lugar.

MITO: com airbag implantado, o cinto pode ser substituído

FATO: Airbags oferecem proteção complementar em colisões de frente, mas os motoristas podem derrapar embaixo deles, se não estiverem utilizando um cinto de segurança. Além disso, os airbags não auxiliam no impacto de lado ou traseiro ou colapsos de rolagem. Os motoristas têm que utilizar um cinto de segurança para proteção em todos os casos de falhas.

MITO: no decorrer de um incêndio ou debaixo d’água, eu posso ficar preso ao cinto

FATO: Colisões com fogo ou água ocorrem em apenas 50% de todos os acidentes. Logo, isso não ocorre com frequência. Mesmo assim, quando eles ocorrem, a melhor possibilidade de subsistência consiste em continuar ciente, sem machucados e em plena posse de suas faculdades. O maior perigo é o impacto que antecede o fogo ou a imersão na água. Caso você não esteja empregando um cinto de segurança, é bem possível que você seja atingido desacordado ou seriamente ferido. Se você estiver com cinto, é bastante possível que você seja capaz de destravar o cinto e sair de uma situação de incêndio ou do automóvel imerso.

MITO: Ficar solto em um acidente é a melhor escolha

FATO: Ser projetado para o exterior do carro com segurança em uma colisão é praticamente improvável. Na ocasião em que você é jogado, você é capaz de sair pelo para-brisas, ser jogado ao longo do asfalto, ou ainda atropelado pelo seu próprio veículo. A hipótese de ser projetado de um veículo e aterrissar brandamente em uma área macia ao lado da estrada é pura fantasia. Sua melhor alternativa em uma batida é permanecer no interior do veículo, asseguradamente preso pelo cinto de segurança.

MITO: eu posso ficar ferido em uma colisão, se estiver com o cinto?

cintos-seguranca-machucam FATO: os cintos de segurança usados adequadamente esporadicamente causam ferimentos. Caso o façam, as lesões geralmente são machucados superficiais e, de modo geral, são menos graves do que seria o evento sem qualquer cinto. Sem cintos de segurança, você teria sido projetado para longe do veículo e ficado gravemente ferido. É fato que, às vezes, a força de uma batida é tão intensa que nada conseguiria evitar lesões. Estudos revelaram veementemente que os machucados em pancadas mais graves poderiam ser muito mais graves se os cintos de segurança não tivessem sido empregados.

MITO: Não uso cinto para ir logo ali

FATO: Esse é o comentário que inúmeras pessoas que habitam em regiões rurais usam na ocasião em que questionadas por qual motivo não utilizam cinto. É fundamental lembrar que a maioria dos óbitos por batidas ocorrem dentro de quarenta quilômetros de casa e a velocidades de menos de 60km/h. Isso ressalta que a condução diária de uma habitação de um vizinho para outro, para a faculdade, ou para o açougue da esquina significa o maior perigo.

MITO: A chance de eu sofrer um acidente é muito pequena

FATO: Essa é uma atitude que é geral para tudo o que fazemos. É confortável cogitar que os acidentes só acontecem com outras pessoas. Apesar disso, uma em cada três pessoas irá ser perigosamente ferida em uma colisão de carro em determinado momento ao longo de suas existências. Esse é, realmente, um risco significativo. Nós nunca sabemos quando isso irá ocorrer ou como isso vai ocorrer. A resposta: usem sempre o cinto.

LENDA: Acidente não acontece comigo

FATO: você pode ser um excelente motorista, mas você nem sempre pode controlar os outros motoristas na estrada. As estatísticas em se tratando dos acidentes de automóveis e aos motoristas embriagados são arrasadoras. Mesmo se você estiver guiando defensivamente, um condutor embriagado que se aproxima na próxima curva pode não ser. De novo, você nunca sabe o que pode acontecer. Divirta-se com segurança. Coloque o cinto em cada viagem.

Com milhões de pneus disponíveis, escolher o pneu específico para o seu veículo e as necessidades individuais de condução são capazes de parecer apavorantes. Aqui está um guia aos inúmeros pneus acessíveis e os pontos a considerar ao escolher seu pneu novo.

Tamanho do pneu

Em primeiro lugar, veja o tamanho do pneu de seu automóvel. Você pode achar isso na parede do seu pneu e no guia do seu veículo.

Entenda o que quer dizer esses números

pneu Largura da seção: Tamanho dos pneus em mm.
Quadro de aspecto (Perfil): A dimensão da envergadura dos pneus para a altura, como um percentual. O que eu devo aprender? Um pneu de perfil baixo (parede lateral curta em oposição a largura) proporciona um passeio mais estável com melhor manuseio, entretanto tem a tendência de ser mais ruidoso e mais caro em comparação aos pneus com maior proporção.
Diâmetro da borda: O espaço do aro em que o pneu necessita ser instalado, em polegadas.
Categorização de carga: Indica o peso máximo que cada pneu pode aguentar.
Identificação de aceleração: A qualificação da aceleração indica a aceleração máxima na qual o pneu pode carregar uma carga correspondente à sua capacidade de peso.

De que forma optar entre qualidade e preço

Dado que você sabe o tamanho ideal do pneu para o seu veículo, você irá precisar pensar em relação a qualidade do pneu que melhor se ajuste aos seus anseios. A maior parte dos pneus disponíveis irão atender aos exatos modos de proteção, ainda assim, um pneu de melhor qualidade irá durar mais km e vai dar a você uma melhor experimentação de condução.

Saiba os benefícios dos pneus premium

Por causa da fabricação de grande qualidade e aos elementos usados na montagem, os pneus premium, geralmente, durarão de 25.000 a 30.000 quilômetros sob uso normal.
O investimento pesado em pesquisas, formatos e modernização mostra que os pneus premium se favorecem de distâncias de parada melhoradas, menos gasto de combustível, equilíbrio (especialmente em condições molhadas) e menores níveis de ruído.
Compre Bridgestone, Continental, Dunlop, Goodyear, Michelin ou Pirelli.

Valor e qualidade – pneus gama média

Caso os pneus premium estejam fora do seu orçamento, você pode cogitar pneus de gama média. As marcas são capazes de não ser tão famosas como as marcas premium, porém integram-se como parte do procedimento de modernização e desenvolvimento aprimorado.
Pneus de gama média são capazes de ser um ótimo investimento e, de acordo com tipo de direção que você efetua, eles inclusive são capazes de provar possuir uma longa vida útil.

Pneus baratos – erro ou acerto?

No verão, os pneus menos caros funcionarão, bem como os pneus premium, ainda assim, eles costumeiramente apenas vão durar entre 12 mil a 13 mil quilômetros e não funcionarão também em condições umedecidas ou neblinas.

Não vacile no modelo de automóvel

Utilitários, furgões, 4×4 e caminhonetes todos demandam pneus específicos, então certifique-se de que você comprou o tipo apropriado de pneu para o seu automóvel.

Como funciona o pneu run-flat

Esses pneus, que têm aros construídos para manter a mobilidade do carro caso o pneu fure, somente são capazes de ser usados nos carros aos quais foram criados. Eles foram desenvolvidos com o intuito de manter o veículo em movimento por um pequeno período de tempo em caso de furos.

Um pneu que dura 365 dias?

A maior parte dos motoristas preservam os pneus de verão em seu veículo durante o ano inteiro, entretanto você é capaz de pensar em pneus de inverno ou pneus de temporada para a melhor execução se viver em um lugar no qual há dias chuvosos frequentes ou neve.

Diversas pessoas se dizem entendedoras de carros, mas há certas informações que, vez ou outra, são passadas de forma equivocada ou inacabada, fazendo com que nosso conhecimento a respeito do automóvel seja mais mito do que verdade! Observe aqui certas curiosidades e informações interessantes acerca dos carros que separamos para você:

Você conhece tudo com relação ao câmbio automático?

Marchas certas: As nomeações das marchas são divergentes. Ao invés de 1ª a 5ª, como na grande parte dos automóveis, você irá ver D, P, N… Essas siglas podem mudar de um modelo para o outro.
Esqueça o pé canhoto: É primordial esquecer o pé canhoto na hora de conduzir. Como não tem embreagem, é passível de confundir e pressionar o freio com o pé canhoto.Isso é um equívoco imenso.
Manutenção própria: Carros com câmbio automático possuem uma manutenção diferente dos tutorias. O encargo maior é com relação à modificação do óleo da caixa, que utiliza um lubrificante do tipo ATF.
Combustível: Sim, carro com câmbio automático gasta mais combustível em comparação com o mesmo modelo com câmbio manual.
Reboque: Caso seja necessário rebocar seu carro, fique atento. O recomendado é rebocar automóveis com câmbio automático em guinchos de modelo plataforma.

Motorista nunca deve usar várias marcas de pneu

curiosidades-carros Você já passou pela incômoda situação de ter um pneu furado e precisar obter outro para pôr no lugar. Ao ver a tabela de preços, decidiu por um de valor mais em conta e de marca diferente da sua com a finalidade de economizar.
Fique esperto, essa atitude é capaz de mudar o comportamento aerodinâmico do automóvel. Cada marca possui um modelo de pneu e cada pneu tem diferença com respeito ao seu design e elaboração e fazem com que seu comportamento seja diferente.
A utilização de pneus diferentes no automóvel resulta em desequilibrar o conjunto, influenciando no desempenho e na condução. A diferença de gasto ou desenho entre as rodas tem a possibilidade de gerar diferenças de tração e frenagem. Por conta disso, empregar marcas diferentes de pneus é muito prejudicial para o veículo.

Carro tem o mesmo gasto com reservatório cheio ou vazio

Você naturalmente já ouviu (ou teve a sensação) de que o automóvel consome uma quantidade maior de combustível no momento em que está com o tanque abaixo do meio. Contudo será que isto tem coerência?
A impressão de que a gasolina é mais consumida do meio do reservatório para baixo é só uma impressão. Posto que o tanque de combustível não é regular. E, também, porque a associação entre o mostrador do gasto de gasolina e o tanque não é completamente correta.
É só um mito que os veículos atuais apresentem desigualdade no gasto de gasolina. Existe ainda a intervenção do tempo em relação ao gasto.
Conforme a umidade e da densidade do ar, é possível acontecer uma pequena variação do gasto de gasolina. Em vista disso, os carros nos dias de hoje fazem a mesma média de consumo com o tanque cheio ou perto do mínimo.

Cintos para pets oferecem proteção, além de evitar penas

Levar animais no exterior do veículo é tida como violação grave. Além de tirar cinco pontos à carteira, o motorista arca com a multa de R$ 127,69 e tem a possibilidade de ter o veículo retido até que a situação seja regularizada.
Diante desta condição, foram feitas certas recomendações:

Caixa

A instalação de uma caixa tem o dever de ser feita pelo interior do automóvel, de preferência pela parte posterior. Essa caixa deve conservar-se muito bem atada ao automóvel, de jeito que não tenha folga nenhuma. O animal é transportado no interior dela.

Cinto próprio

Ele é composto de fitas que se moldam ao corpo do animal. Essas fitas são ligadas ao engate do cinto de segurança. O cinto exclusivo é tido como o equipamento de segurança mais seguro para o transporte de pets.

Veja as vantagens da direção eletrohidráulica

Cada vez mais presente nos carros, essa aparelhagem fornece comodidade e economia de combustível, isso sem falar de não diminuir a potência do motor. O sistema tem ganhado a preferência das montadoras por deixar o manejo do volante mais confortável do que a direção hidráulica, ser permitido mais variações na assistência da dirigibilidade de acordo com a velocidade e, o mais importante, por não roubar potência do motor e, dessa forma, reduzir seu consumo de combustível. A eficácia energética pode ser até 85% maior. Por não precisar de força do motor, a direção elétrica é indicada aos automóveis de baixa potência. O descomunal esforço ao girar o volante ao manobrar está a um passo de virar coisa do passado distante. O processo de instalação não é difícil e fica em torno de R$ 1.500.

Teto solar aberto pode ampliar o consumo nas rodovias

teto-solar-consumo É prazerosa a sensação, contudo rodar com o teto solar aberto na estrada vai resultar em consumo maior de combustível no fim do trajeto. Não há cálculos de quanto isso pode custar no bolso, porque varia de carro para carro e conforme o estilo do motorista, porém a verdade é que este conforto irá te dar um gasto a mais. O teto solar gera certas variações de performance no veículo. O automóvel rodará de forma mais eficiente sem nenhum vidro aberto, mas esta variação pequena vai ser percebida somente pela velocidade final. Com o teto aberto, o acúmulo de massa pela parte de cima da carroceria será superior e, assim, vai causar uma redução da aerodinâmica do carro e o gasto de combustível será maior.

Computador próprio auxilia no diagnóstico de defeitos do carro

Com a finalidade de tornar mais rápido o diagnóstico, a Volkswagen tem em sua assistência especializada o auxilio do computador VAS, um magnífico equipamento utilizado pela empresa desde 2002 e que está em constante evolução.
No momento em que o automóvel chega a uma concessionária, o VAS se interage com o veículo por intermédio de um mecanismo conectado a um plug (normalmente debaixo do painel) com interação através de bluetooth.
Ele faz um reconhecimento e mostra de maneira precisa para o técnico, na tela do PC, onde está situada a falha.
Revela também como corrigi-la, apontando os tipos de testes a serem efetuados e peças que precisam de ser substituídas.
A diferença dos scanners normais em geral empregados nas oficinas é que o VAS aponta os defeitos e mostra a maneira de corrigi-los, à medida que os scanners mostram apenas os códigos de erros.

Sensores substituem ações do motorista no veículo

Do sensor de chuva ao sensor de cansaço, conheça mais em relação aos aparelhos mais avançados os quais vêm conquistando as ruas com o intuito de dar mais conforto e segurança ao condutor:
Sensor de chuva – Este sensor fica localizado na parte superior do para-brisas na região frontal, se chover, ele aciona os limpadores e, também, controla a aceleração.
Sensor crepuscular – É um sistema automotivo o qual percebe as alternâncias de claridade do ambiente e faz a adaptação do carro ligando ou apagando seus faróis.
Sensor de Fadiga – Esse equipamento faz uma análise na forma de guiar do condutor no princípio da jornada. Se for reconhecida a exaustão, um aviso sonoro é emitido com o alerta de perigo.
Park Assist – O botão ativa os sensores os quais calculam o espaço e a manobra necessária para estacionar.

Conduzir um veículo sem que você tenha segurança do quão bom ele está é uma circunstância muito desagradável, não é mesmo? Para ajudar você, separamos algumas informações para que você possa ficar antenado na manutenção preventiva e corretiva e da relevância da conservação do seu veículo!

Calibração de maneira errada cria despesas para o motorista

Para o motorista, o o grande problema dos pneus descalibrados é a ausência de solidez e oscilações no volante. Para o automóvel, a baixa pressão promove desgaste precoce de peças da suspensão e dos próprios pneus.
Além disso, existe o consumo em excesso de combustível. Porém não é meramente a baixa pressão que provoca complicações nos pneus. Encher além do que é recomendado é outro equívoco.
O excesso de pressão gera o desgaste demasiado da banda de rolamento e danos ao alinhamento do automóvel.
Outra dica importante é jamais fazer a calibragem dos pneus depois de um extenso percurso.
A temperatura elevada faz com que eles ampliem seu tamanho, desse jeito não apresentando o verdadeiro número da pressão do interior da borracha.
A calibração deverá ser efetuada de semana em semana ou, apenas, de 15 em 15 dias.

Freio com problemas? Saiba como detectar!

1 – Espessura Existe um material de atrito das pastilhas com o disco de freio, a espessura desse material precisa ser de 3 milímetros.
Empresas especializadas em freios podem fazer essa mensuração e aferem se está abaixo do ideal.
2 – Duração da frenagem Caso o carro esteja mostrando menor eficiência no ato da frenagem ou levando um tempo maior para parar, o recomendado é dar uma olhada nas pastilhas.
3 – Pedal Fundo O pedal de freio precisa descer até a metade e posteriormente dar a impressão de que se chocou em algo maciço. Se o pedal estiver afundando mais que o normal procure uma assistência técnica.
4 – Painel de luz Alguns veículos são equipados com uma luz no painel a qual indica que a pastilha encontra-se desgastada. Na ocasião dela acender, obviamente está no momento de trocar as pastilhas de freio.

Dimensão dos pneus impacta na condução do automóvel

manutencao-carro Todo pneu dispõe de informações localizadas nas partes laterais as quais estão associadas as medidas de largura, o tamanho do aro, o limite de carga suportado, dentre outros.
Todos esse fatores influenciam diretamente nas características de condução do seu carro. Um pneu mais largo será mais pesado, em outras palavras, mais firme.
Esse tipo de pneu é o mais indicado para veículos pesados e do mesmo modo para os que têm maiores torque e potência. A largura e dureza dos pneus previnem a perda de tração durante a condução. É importante prestar bastante atenção ao trocar os pneus do seu carro.
Já que medidas exageradas podem gerar bastante prejuízo na condução do seu automóvel. As montadoras fornecem os dados dos pneus que devem ser utilizados em seu automóvel, garantindo assim uma experiência mais agradável para você dirigir.

Amortecedor gasto, motorista FATIGADO!

amortecedor-carro Na maioria das vezes, a importância essencial não é dada ao amortecedor do carro por este não encontrar-se em tanta evidência. No entanto, devemos lembrar que é por conta dele que possuímos segurança e maior comodidade dentro dos nossos automóveis. Segundo pesquisa desenvolvida pela Monroe, o desgaste do amortecedor age diretamente na exaustão do condutor, em que um amortecedor com apenas 50% de eficiência pode aumentar em vinte e seis por cento a exaustão do condutor. Além da exaustão, os ensaios da Monroe afirmaram que a condição ruim dos amortecedores, influencia também no momento da frenagem, onde é capaz de conseguir uma marca maior de 2,5m ao longo da frenagem. Assim, contamos com uma ampliação notável nas possibilidades da ocorrência de um acidente. Por consequência, é essencial que seja feito uma revisão nos amortecedores do veículo a cada 10 mil quilômetros dirigidos.

Veja os principais sinais de avaria nos amortecedores

Travagem: O ato de dirigir o seu veículo com o sistema de amortecimento avariado aumenta a distância de travamento do seu veículo.
A iluminação do automóvel: A partir do momento que os amortecedores não encontram-se nas melhores condições, os faróis da parte da frente oscilam e não clareiam as ruas de maneira regular.
Os pneus: o sistema de amortecimento, a partir do momento que encontram-se corroídos, aumentam a avaria dos pneus e impedem que esses tenham uma aderência satisfatória ao asfalto.
Performance na estrada: No tempo em que percebe que o seu automóvel começa a “zarpar” em uma curva, ou que estremece sempre que se depara com uma ventania mais forte.
A direção do carro: no momento em que a direção do veículo permanece desalinhada depois do motorista realizar uma curva. O volante fica com dificuldade no momento de regressar para o seu posicionamento de origem e o motorista é “obrigado” a fazer o enfileiramento dos pneus do carro.

Saiba localizar se o amortecedor do automóvel está estourado

De crucial importância para o movimento dos carros, os amortecedores funcionam para primordialmente preservar as rodas em atrito com o solo e auxilia na absorção dos atritos sofridos pela lataria nas vias com muitos buracos das cidades grandes.
Os principais efeitos de um amortecedor estourado são:- Retorno insuficiente da direção, dureza ou bastante ruído;
– Vazão frequente de fluido do amortecedor ou da estrutura da suspensão;- Amortecedor amassado ou danificado;
– Inclinação excessiva ou variabilidade ao longo da freada;
– Solavancos ou inclinação ao trocar de faixa;
– Desgaste de maneira disforme das rodas;
– Direção exageradamente dura, irregular ou sem estabilidade;
Fique de olho se o seu automóvel demonstra qualquer um destes problemas. Caso apresente, busque de imediato uma oficina e realize a alteração das peças.

Saiba quatro dicas para não cometer enganos com o óleo lubrificante

1 – Troca de óleo

Ela será realizada no período recomendado pelo fabricante. Tal informação é bastante evidente no manual do proprietário. Caso você não saiba, consulte o manual.

2 – Nivelar a quantidade de óleo

Ao utilizar o automóvel, a quantidade de óleo reduz um pouco devido às folgas do motor e à queima parcial na câmara de combustão. Desse modo, enquanto não chegar a hora da troca do óleo, deve-se completar o nível. Não há problema nisso.

3 – Filtro de óleo

Cada vez que levar seu automóvel para trocar o óleo, o filtro de óleo também deve ser trocado. Este procedimento irá garantir que seu motor não fique impregnado por impurezas.

4 – Óleo preto

Ignore o papo de que óleo escuro é sinônimo de velho. Pelo contrário, se estiver preto é porque está lubrificando de forma certa. O que deve ser verificado são os prazos de troca os quais são evidenciados no manual de usuário.

Defeitos mecânicos causam complicações no momento da mudança de marchas

Às vezes, a complexidade no engate das marchas é um defeito na mecânica, observe:
Cabo de embreagem – O principal indício do cabo de embreagem com problema é a partir do momento que o pedal fica duro.
Fluido de embreagem – Nos carros que têm sistema hidráulico de embreagem, é essencial fazer a verificação do fluido e seguir a orientação da montadora em relação a substituições.
Estrias do disco – A falta de lubrificação ou a oxidação do eixo piloto influencia no deslocamento do disco.
Platô – A abertura do platô de embreagem fica comprometida no tempo em que uma ou mais chapas tangenciais estão deformadas. Rolagem do eixo piloto – Na ocasião em que encontra-se defeituoso, produz ruídos durante o acionamento da embreagem e ao arrancar com o veículo.
Óleo na caixa – Uma vez que não seja substituído de modo correto, a caixa é capaz de provocar barulhos e bastante desgaste em suas engrenagens.

Catalisador com problema aumenta gasto de combustível

O catalisador é o item principal do carro responsável pela redução de poluentes ao meio ambiente. Além de ser obrigatório pela legislação, ele é crucial para o exato funcionamento do motor.
Em casos de mau funcionamento, o carro sofrerá com acréscimo no consumo de combustível. A melhor forma de preservar o catalisador é fazer corretamente a assistência preventiva.
Motor desajustado, velas com impurezas e injetores de combustíveis com problema estão entre os vilões centrais do catalisador.
O uso de combustível adulterado também pode estragar a peça. Caso o catalisador esteja com problema, o condutor pode notar os efeitos, além do gasto em excesso.
Os mais comuns são: aceleramento lento, arranque complicado e queda na potência em velocidades perto de oitenta quilômetros por hora.

Combustível De Proveniência Suspeita Tem a Probabilidade de Obrigar Lavagem no Tanque

Abastecer com gasolina contestável pode obrigar a limpeza do reservatório. Em veículos fabricados antes do ano 2000, a limpeza era bem indicada.
No presente, caso o combustível usado seja de ótima proveniência, não existe precisão de executar a limpeza do reservatório.
Caso você venha a utilizar combustível de origem questionável e constate alguns problemas no veículo, busque ajuda de um especialista para lavar o tanque.
A impureza acumulada no tanque tem possibilidade de ir junto com o combustível para o motor e estragar os demais componentes. O mais habitual é gasolina com excesso de álcool, o qual pode causar graves avarias a veículos os quais não são flex, no entanto também existe combinação com matérias proibidas, além de etanol e diesel com grande quantidade de sujeira.

Cuidados com a embreagem reduzem o desgaste

cuidados-com-carro – Evite deixar o carro engrenado no momento em que estiver parado.- Jamais repouse o pé sobre o pedal da embreagem. Tal ação separa o platô do disco e causa o lixamento do disco.
– Nunca arranque com o veículo na segunda marcha. Utilize sempre a primeira marcha para iniciar o movimento e assim por diante.- Quando variar a velocidade, troque de marcha pouco a pouco, sempre regular e consoante com os giros do motor.
– É de suma importância ajustar a a sincronização no tempo de soltar a embreagem e acelerar o carro para arrancar. Uma vez que acelera demais e solta pouco a embreagem, acontece a famosa “queimada da embreagem”.
– Caso o carro esteja num local com nivelamento inclinado, num morro, por exemplo, nunca utilize a embreagem/acelerador a fim de conservar o veículo parado. Utilize o freio de mão para exercer esta função.

Há sempre um monte de respostas prontas quando indicamos que, talvez, os automóveis elétricos não sejam a solução para os problemas ambientais, e que provavelmente os carros autodirigidos não preservem nossas cidades. Coibir veículos movidos a combustíveis fósseis não é suficiente. Nós temos que repensar nosso sistema de transporte e está na hora de libertar-nos da nossa submissão aos automóveis motorizados.
Focar-se na mudança de veículos à gasolina para movidos a eletricidade provavelmente vai resultar em pessoas que simplesmente mudam o tipo de caixa pesada que conduzem em torno de nossas cidades. Isto provavelmente vai melhorar a qualidade do ar ao passo que as emissões diminuem a longo prazo, contudo em nada irá resolver o problema do congestionamento nas nossas rodovias. E permanecerá sendo uma chance perdida para melhorar o nosso sistema de saúde.
O ponto principal não é que as bikes ocupem menos espaço e sejam mais eficazes em se tratando de energia do que qualquer outra forma de transporte, contudo que ao elevar a porcentagem de pessoas que se locomovem de bicicleta, poderia resultar em importantes benefícios para a saúde. Um estudo alegou que o ciclismo diminuiu a incidência de câncer em quarenta e cinco por cento, a doença cardíaca em quarenta e seis por cento e os óbitos de qualquer natureza em 41% dos casos.
Especialistas afirmam que os benefícios potenciais da exercitação física para a saúde são gigantes. Se existisse um medicamento que possuísse um efeito equivalente ao que pedalar proporciona, viria a ser considerado uma droga extraordinária ou uma cura de Deus. E, ainda, é bom para a sociedade. Segundo os cálculos dos cientistas, para o transporte de Londres, se todas as pessoas londrinas andassem ou utilizassem bicicletas no decurso de vinte minutos ao dia, isso poderia economizar £ 1, 7 bilhão em custos de tratamento no Sistema de Saúde no decorrer de vinte e cinco anos, exclusivamente na capital.
carro-bicicleta-eletrica Nem todas as pessoas necessitam de andar de bicicleta, têm alguns que não podem. Talvez o conflito mais difícil acerca do problema seja a necessidade de transportes para as pessoas com deficiência, os indivíduos com sobrepeso e as pessoas idosas que não são capazes de pedalar. Nem todos devem andar de bike, é necessário, somente, elevar a porcentagem de ciclistas. Estudiosos observam que, na Grã-Bretanha, só 2% da população pedala regularmente. Mesmo na Dinamarca, o ciclismo representa vinte e seis por cento de todas os trajetos abaixo de 5 quilômetros e 16% de todas as viagens. Entretanto, ainda assim, isso economiza doze bilhões de euros em custos médicos. E aqueles que pedalam têm mais saúde e registram taxas muito mais baixas de sobrepeso.

Pensou saúde, pensou bicicleta elétrica

carro-bicicleta-eletrica Além de tudo, a disseminação de E-bikes tornou muito mais fácil às pessoas mais velhas ficarem em suas bikes por um bom tempo. Estudiosos apresentam estudos de caso acerca de como as e-bikes efetivamente melhoraram a saúde de uma pessoa que apresentou um infarto e um acidente vascular cerebral e câncer, outro que manifestou quatro ataques cardíacos e bem mais. Eles estão utilizando E-bikes no sentido de recuperar sua saúde como parte de seu objetivo de recuperação.

Porém, e as crianças e as compras?

Afinal, existe a questão de entender se você pode viver um jeito de viver americano, levar as crianças ao futebol, fazer compras se não tiver um carro. É um desafio com certeza. Se demasiada importância e investimento fossem colocados na infraestrutura de bicicletas, com o intuito de dar às pessoas um espaço seguro para pedalar nos nossos bairros, como é feito para os automóveis elétricos e autônomos, poderíamos tornar as cidades um ambiente melhor e mais saudável para todos.

Conduzir com atenção não é apenas conduzir com segurança; é inclusive a respeito de como cuidar bem do seu carro.
Por exemplo, você nunca deve sair cantando pneus e dirigir em altas velocidades. Isto provoca deterioração de seu motor, do sistema de direção e dos pneus, em especial quando estiver fazendo bastante frio ou calor e vai ocasionar consertos em maior frequência.
Ao contrário, acelere mais lentamente, veja os limites de velocidade e previna-se dos buracos com a finalidade de preservar o seu automóvel em boa condição.
Essas e outras dicas ajudam a conservar mais o carro, continue lendo para aprender mais a respeito da conservação do carro:

Faça uma regulagem do motor de tempos em tempos

motor-do-carro Nos automóveis mais recentes, a ajustagem geralmente inclui novos filtros de ar e de combustível e alterar as velas e os cabos, além de limpar o conjunto do acelerador e os bicos dos injetores de combustível; preencher também a quantidade de fluído de transmissão.
É fundamental verificar o seu manual de usuário com o intuito de ver com que frequência.

Faça a conferência da correia dentada

A correia dentada estabelece a sincronização do eixo de comando de válvulas e o virabrequim. Ela de modo geral exige ser trocada a cada 60.000 a 105.000 milhas (cerca de 95.000 a 170.000 quilômetros), porém não é necessário aguardar que o seu veículo atinja obrigatoriamente essa quilometragem.
Faça uma análise da correia dentada frequentemente, para constatar se ela ainda está em ótimas condições. Nunca aguarde que ela se desgaste. Na ocasião em que ela romper, o motor para de funcionar.

Alinhe os seus pneus

Você deve analisar o alinhamento dos seus pneus a cada 30.000 milhas (em torno de 50.000 quilômetros), em toda circunstância que você substituir componentes do conjunto de direção ou após adquirir novos pneus. Caso não faça isto, a sua direção ficará extremamente afetada. A direção vai ficar mais rígida e irá puxar em uma só direção. As suas rodas irão se desgastar de forma desproporcional.

Realize assistência da sua bateria

A bateria do seu carro pode não carecer de demasiada importância como antigamente, porém, você também precisa cuidar dela.
Conserve-a limpa, em especial os terminais, com o intuito de possuir confiança de que há bom contato com os cabos.
Aplique uma fina camada de gordura (vaselina, por exemplo) nos terminais (polos) com o intuito de protegê-los da oxidação. Confira a bateria para ver se ela não apresenta dilatações ou rachaduras. Por acaso, se tiver, ela precisa ser modificada.

Jamais se esqueça do filtro de ar

Lembre-se de trocar o filtro de ar a cada 10 ou 15.000 milhas (mais ou menos 16.600 a 24.000 quilômetros) para evitar que sujeira e todos os tipos de poluentes entrem no seu motor. Além disso, um filtro de ar sujo vai reduzir a economia de combustível do seu veículo.

Altere periodicamente o óleo

oleo-do-carro O óleo do motor é demasiadamente importante: ele atua como lubrificante e ajuda a resfriar o cabeçote do seu motor.
O óleo, inevitavelmente, fica sujo e perde a viscosidade, razão pela qual ele precisará de ser trocado de tempo em tempo.
Caso você tenha obtido o seu veículo nos últimos sete anos, então você não necessita seguir a indicação de substituí-lo a cada 3.000 milhas (em volta de 5.000 quilômetros).
Olhe neste caso no manual do proprietário para seguir as orientações do fabricante.

Verifique regularmente a pressão dos pneus

Nunca confie na pressão dos pneus. Faça a checagem regularmente.
Se você conservar a pressão apropriada dos pneus, eles durarão por muito tempo e você evitará que eles se gastem de forma desigual. A pressão apropriada dos pneus irá também aumentar a economia de combustível do seu carro.

Sistema elétrico dos carros necessita de constante vistoria

As panes no sistema elétrico são as razões mais comuns de problemas no veículo. Isto ocorre por conta do uso de forma do veículo, como longos engarrafamentos em rodovias.
É ideal que a revisão de todo o sistema seja elaborada semestralmente em decorrência do uso de forma severa dos carros.
Com o corre corre de cada dia, fica complicado realizar essa checagem tão periodicamente, então se deve fazer a vistoria sempre que a bateria encerrar um ciclo, que de modo geral tem duração de 2 anos. O alternador é elemento coringa neste sistema.
É ele que abastece os componentes eletrônicos no tempo em que o motor está em funcionamento. Além do mais, gera a energia a qual é empregada para fazer o recarregamento da bateria.
Em consequência, no momento em que o problema fica localizado nesta peça, a recarga da bateria resulta em problemas, afetando todo o sistema.

Dirigir o carro com baixa quantidade de combustível tem grande chance de causar danos a ele

pouco-combustivel A bomba de combustível fica avariada com o nível baixo de combustível. Ficando na parte interna do próprio tanque, ela utiliza o líquido do combustível como meio de resfriamento.
Uma vez com o tanque na reserva, a bomba não terá fluído de refrigeração considerável para fazer o resfriamento e pode vir a ocasionar um superaquecimento. Um outro problema ligado a baixa quantidade de combustível é a presença de sujeira na bomba.
A sujeira do combustível fica depositada no fundo do tanque, por intermédio da decantação. Utilizando o combustível da parte final da guarnição, as impurezas tem a chance de vir junto e serem enviadas para o motor, causando falhas. Para não sofrer este problema, estabeleça que a marca de ¼ é o mínimo. Abasteça quando o ponteiro apontar esse nível e evite problemas.

Escapamento furado é capaz de provocar falhas e aumento nos gastos

Além de mais barulho aos seus ouvidos e para os outros motoristas, conduzir o automóvel com escapamento furado pode provocar falhas e ainda aumento do consumo de combustível. O funcionamento dos motores modernos sofrem influência da denominada taxa de contra-pressão dos gases, isto é, o nível de gases que sai pelo sistema de exaustão dos carros. Se qualquer peça do conjunto de escapamento está com avarias, sejam os canos ou os silenciadores, uma mudança é ocorrida nessa taxa. A alteração pode provocar variações nos motores, especialmente problemas na marcha lenta, o que resulta na elevação do consumo de combustível. O que mais fica danificado é o silenciador da parte traseira por ficar distante do calor do motor e, em razão disso, retém mais água.

Conduzir o veículo sujo não é somente falta de higienze, contudo ainda tem a possibilidade de trazer alguns gastos a mais no quesito revisão.
O recomendado é que o carro seja higienizado, pelo menos, uma vez por mês. A lataria também necessita de ser polida no período de duas a quatro oportunidades anualmente. O primeiro quesito com relação a higiene do automóvel é que o motor não precisará de ser lavado.
As fábricas não recomendam a limpeza devido à grande quantidade de conectores dos equipamentos eletrônicos bastante usados nos veículos de hoje em dia. A lataria dos veículos é o que mais sente com a sujeira. O barro aglomerado tem a possibilidade de ocasionar pequenos riscados na carroceria, no farol e nos vidros.
Outro caso interessante é que um veículo imundo pode gastar por volta de sete por cento além do necessário de gasolina devido ao aumento do atrito entre o ar e a carroceria suja do carro.

Ao regressar do litoral, lave o veículo no sentido de evitar oxidação

carro-limpo No caso de você ir para a praia durante o período de fim de ano ou nas férias, recorde de lavar bem seu carro na volta.
A maresia tem a possibilidade de prejudicar um número de peças do carro. Fique frio, não existe motivo para ficar em pânico nem sequer para cancelar o passeio. Seu veículo não apodrecerá após um período à beira-mar, contudo uma limpeza geral é vital.
Quem vai ocasionalmente para o litoral, eis uma sugestão: lave sempre seu carro assim que voltar, de preferência no mesmo dia ou no outro dia.
Isso auxiliará a retirar totalmente o sal e tudo mais que tenha sobrado da praia pela lataria do automóvel.
Agora, para quem vive perto do litoral, não tem outra forma: limpe o carro toda semana e, sendo possível, faça o polimento do automóvel a cada trinta dias. A cera atua na forma de uma película que evita a oxidação.

Veja como limpar o carro após chuvas intensas

carro-na-chuva Depois de locomover-se ou ter o veículo invadido pela água, não deixe de fazer uma limpeza geral no carro. As enchentes na maioria das vezes acarretam em muitas despesas ao motorista. Saiba como higienizar seu carro:
1 – Remova o carpete e efetue uma limpeza utilizando produtos exterminadores de bactérias, mofo e micróbios;
2 – Remova totalmente o feltro antirruído do carro e jogue fora. Após molhar, o feltro fica sem parte de sua eficácia e torna-se inútil
3 – Após a remoção dos tapetes e feltros, lave o assoalho por completo com shampoo biodegradável;
4 – Desmonte toda a parte interna, inclusive os bancos e providencie a lavagem;
5 – É essencial secar tudo após a lavagem.
É um tanto penoso. Todavia, com o intuito de evitar o mau cheiro, a umidade e o acúmulo de sujeiras, esta limpeza torna-se essencial para o seu veículo.

A ansiedade de adquirir um carro, ainda que seja um automóvel seminovo, faz com que muitos condutores esqueçam de optar pontos importantes na hora da seleção.
Encontrar-se financeiramente organizado, entender do motor do automóvel, saber a procedência do carro são questões fundamentais que necessitam ser averiguadas no momento da compra. Observe algumas dicas do que é preciso saber antes de concluir a compra com um vendedor de carros seminovos:

Dê uma estupenda olhada no documento de reparo do veículo

dicas-comprar-carro-usado Antes de obter qualquer carro usado, faça o que for possível para averiguar o documento de reparos do veículo.
Não se trata somente das manutenções arquivadas, estritamente, no manual do veiculo, apesar de que elas inclusive ajudem a conhecer a respeito da origem do carro.
Mas tente encontrar a história de confiabilidade geral do veículo que você está prestes a obter. Busque aprender se o automóvel já foi batido ou se teve problemas de motor.
Obter um carro usado abrange mais riscos do que obter um automóvel 0Km. Uma maneira de minimizar todo tipo de despesa é pegar automóveis seminovos de proprietários que sejam capazes de certificar que os carros são seguros.
De que modo você é capaz de fazer isto? O primeiro passo é verificar a classificação de fidedignidade que periódicos especializados dizem sobre o automóvel. Inclusive indicamos uma ida aos fóruns da web dedicados ao tipo do automóvel para examinar relatos de problemas habituais.
Peça sempre a colaboração de um mecânico ou de um companheiro que possua um veículo similar a fim de que os dois deem suas concepções em relação ao veículo.

Leve o carro a um técnico confiável

dicas-comprar-carro-usado Ao obter carros usados, particularmente os mais antigos, aconselhamos uma verificação pré-obtenção a um mecânico.
Esse procedimento assegura que nunca haja nenhum prejuízo escondido à espreita que possa ser facilmente ocultado pelo comerciante. Todos os carros velhos são negociados como se encontram. Recorde-se que o negociante não é obrigado legalmente a ser honesto a respeito da situação do automóvel.
Nossa sugestão? Diga para o negociante que você apenas vai comprar o automóvel se puder levar o automóvel a um mecânico confiável. Ao passo que um especialista é capaz de cobrar por essa inspeção, pode valer a pena se você economizar milhões de reais em possíveis reparos. Se o negociante se recusar à ideia de uma inspeção pré-compra, repense sua compra.

Não compre com qualquer financiamento

Um dos maiores enganos que os indivíduos fazem ao pegar um automóvel é não organizar um financiamento antes de entrarem em uma loja de automóveis.
Os negociantes geralmente não fornecem as mais adequadas taxas para empréstimos. Então, procure sua agência bancária e analise o valor das taxas concedidas antes de consentir com qualquer empréstimo.
Existem muitas outras coisas a levar em conta na ocasião em que você está adquirindo um automóvel seminovo, desde o seu orçamento até a história do automóvel, todavia estes são vários dos pontos mais essenciais que você deverá constantemente recordar antes de sair para obter seu próximo carro velho.

A sujeira, os insetos e gordura do tempo são capazes de se juntar demasiadamente no para-brisa de seu carro.
Um para-brisa imundo é capaz de atrapalhar sua visão no decorrer da condução do carro e fazer seu passeio se tornar uma jornada dificultosa. Fortuitamente, há uma enorme variedade de trabalhos e técnicas que deixarão seu para-brisas limpo e sem riscados.
Preservar o para-brisa limpo é tranquilo e extremamente importante, pois é uma maneira de certificar mais proteção para você e para outros motoristas.

Primeira etapa – levante as palhetas do para-brisa

como-limpar-para-brisa Comece a higiene levantando as palhetas do para-brisas. Antes de pulverizar todo tipo de produto no vidro, assegure-se de que a área debaixo das paletas seja limpa também. Conserve os limpadores alçados ao longo de todo o processo de higiene.
Borrife na metade do para-brisas com um produto apropriado para limpar vidros. Você pode escolher borrifar no lado esquerdo ou direito primeiramente. Borrife de tal maneira que você recubra a região mais alargada possível da área do para-brisas que você deseja esterelizar primeiro.
Dois ou três borrifadas são suficientes. Se o seu para-brisa é muito enorme, utilize 4 ou 5 borrifadas do limpador de vidro, conforme necessário.

Utilize um tecido de microfibra na limpeza do para-brisa

como-limpar-para-brisa Com o seu pano de microfibra na mão, estique o braço para o centro superior do para-brisas e leve o braço para baixo durante a linha vertical central de seu para-brisas. Volte sua mão para o topo do para-brisas, mas ligeiramente para o lado do para-brisa em que você acha-se parado.
Higienize mais uma linha vertical paralela ao primeiro. Continue a esterelizar o para-brisas deste jeito, se movendo gradualmente para mais próximo do lado do para-brisa que você está situado, até que tenha sido 100% higienizado.
Se você tiver complicação em se equilibrar na frente do seu automóvel para ter acesso às áreas do meio do para-brisas, utilize um banquinho para conseguir alguma altura.

Asseie adequadamente nos 2 sentidos

No momento em que você completar a limpeza em linha vertical, passe a higienizar horizontalmente. Iniciando de novo no centro superior do para-brisa, passe o tecido de microfibra diretamente para a extremidade do para-brisa em que você está parado.
Logo em seguida, higienize outra linha paralela em direção à mesma extremidade, iniciando logo por baixo da primeira linha. Persista desta maneira até que a metade do para-brisa que você selecionou para começar encontre-se completamente limpada.
Reitere o procedimento do outro lado. Uma vez terminado um lado do para-brisa, Repita o procedimento para higienizar o restante. Como por exemplo, se você começar por higienizar linhas horizontais e verticais no lado direito do veículo, prossiga para o lado esquerdo para acabar o processo de higiene.
Esse procedimento certifica que todo o para-brisa esteja limpo. Caso você necessite passar por um determinado local mais de uma vez, limpe-o com um movimento direto de ida e volta. Não limpe usando movimentos circulares. Isso é capaz de deixar marcas nos vidros.

Para acabar, lustre o para-brisa

Enquanto o primeiro pano foi utilizado para higienizar o vidro do para-brisas e retirar o exagero de impurezas, o brilho do para-brisas irá depender do movimento circular da sua mão. Modifique a flanela que você usou para higienizar o vidro por uma limpa.
Dependendo do tamanho de seu para-brisa, você deve necessitar de várias toalhas de microfibra limpas. Mexa sua mão em um movimento em círculos bem firme na superfície do para-brisas.
Principie de um lado do carro e, logo em seguida, vá para o lado oposto para garantir que toda a área do para-brisas seja lustrada. No momento que terminar, abaixe os limpadores. Seu para-brisa vai ficar limpo e brilhando como você nunca viu.

As mulheres estão mesmo dominando o mundo e as ruas. Ao contrário do que se enxergava antigamente, as mulheres atualmente estão assumindo a direção dos seus carros e estão gostando disto.
De olho nesse novo segmento, fabricantes criaram acessórios especiais para veículos dirigidos por mulheres. São peças criadas para o público feminino sempre ligado nas vertentes, na moda, no layout e na organização.
Iremos especificar certos exemplos de utensílios capazes de manter o automóvel de uma mulher mais formoso, ajeitado e com a cara dela!

Você pode colocar uma capa no freio de mão, câmbio de marchas e volante!

acessorios-carro-mulher O primeiro entre estes acessórios essenciais para motoristas femininas é um grupo de lonas revestidas de lã falsas para freio de mão, câmbio de marchas e volante. Este produto é muito bom para o tempo frio uma vez que mantém as mãos da motorista quentes.
É feito em muitas cores, ainda na rosa, que é a cara da mulher.

Conjunto de Tapetes

Então, iremos falar dos carpetes de piso do automóvel, que vem em quatro peças. Além de guardar o tapete do automóvel, ele dá um charme ao interior do carro por vir em cores diversas, fugindo da convencional, de borracha escura, percebida na maioria dos carros.

Instalar purificadores de ar é uma estupenda opção!

Então, as pessoas indicam que as mulheres detestam cheiros detestáveis. Decidir por instalar filtros de ar no interior do veículo é uma impressionante opção para conservar um cheiro sempre refrescante e agradável no interior dele.
Há aromatizadores que permitem o controle da liberação do cheiro, evitando que o cheiro fique muito intenso. O mais indicado é colocá-lo na saída de ar do automóvel.

Instale um protetor no seu para-brisa

acessorios-carro-mulher Aqui encontra-se um dispositivo divertido para o veículo! Mas primeiro, vamos aos detalhes fundamentais. Muitos dos protetores de para-brisa para carro têm um forramento ultravioleta que é durável, não interessa o quão quente acha-se o clima.
Ele ainda protege o automóvel de danos motivados pelo calor intenso, cobrindo o interior do veículo da radiação solar. Agora, vamos para a parte que interessa: quando o escudo escolhido é feminino, ele é capaz de vir com o semblante de um personagem de cartoon, deixando o veículo divertido.

Lixeira para automóveis

Notar confusão dentro do carro é desagradável. É por isso que a lixeira é um dos acessórios essenciais do carro para os condutores femininos.
É o utensílio excelente para manter o veículo limpo de papéis e outros modelos de porcarias. Ela poderá ser impermeável, de jeito que o lixo encharcado não tem possibilidade de espalhar-se.
Este acessório é perfeito para mulheres com pouco tempo disponível que estão constantemente em movimento.
Ainda é essencial para as mães com crianças que amam se alimentar dentro do carro. Além disto, por ser para as mulheres, é capaz de ser encontrada em diversas colorações e designs.

Derramando líquidos? Use porta copos!

As mulheres não têm que mais se preocupar em entornar as bebidas dentro do automóvel enquanto estão conduzindo.
Os porta-copos são utensílios muito indicados para ter no interior do carro. Pode ser dobrado sempre que não estiver sendo utilizado.
É robusto e durável para preservar as bebidas protegidas por um alongado período de tempo. Este produto também pode ser produzido com um design elegante e atual. Seguramente, chamaria a atenção dos ocupantes.

Que tal colocar ganchos?

Uma das maiores brigas das motoristas do sexo feminino é com as bolsas e sacolas, protegendo-as de despencar no interior do automóvel em movimento. Certos pertences no interior de um saco são capazes de ser fáceis de quebrar.
Com os ganchos de veículos, as sacolas não precisam mais ser amarradas no assento ou postas no chão sujo. Depois de afixar os suportes em volta do descanso de cabeça, as condutoras podem meramente colocar suas bolsas desde já.