Lendas que censuram o uso do cinto de segurança

LENDA: O incômodo e o inconveniente do cinto

FATO: Em primeiro lugar, as pessoas são capazes de achar os cintos de segurança desconfortáveis, confinantes ou insustentáveis, meramente porque não estão acostumados a utilizar este fundamental acessório de segurança. As pessoas que já fizeram do uso do cinto um costume são capazes de confirmar que, dado que seu uso se torna um hábito, não há incômodo ou inadequação. Lembre-se sempre que o grave incômodo acarretado pelos graves acidentes com automóveis de maneira alguma se compara ao desconforto que você pensa sentir empregando um cinto de segurança.

LENDA: Os cintos de segurança do meu automóvel não estão funcionando

mitos-cinto-seguraca FATO: É preciso que todos entendam que os cintos de ombro mais novos são feitos para que você possa se mover bem, contudo eles ainda vão ser travados durante paradas repentinas ou falhas. Muitas pessoas confundem esta liberdade de deslocamento como um mecanismo com defeito. Os cintos de 3 pontos, mais modernos, são planejados para travar apenas quando o carro altera de velocidade ou de direção subitamente, e não no momento em que o ocupante modifica de lugar.

MITO: com airbag implantado, o cinto pode ser substituído

FATO: Airbags oferecem proteção complementar em colisões de frente, mas os motoristas podem derrapar embaixo deles, se não estiverem utilizando um cinto de segurança. Além disso, os airbags não auxiliam no impacto de lado ou traseiro ou colapsos de rolagem. Os motoristas têm que utilizar um cinto de segurança para proteção em todos os casos de falhas.

MITO: no decorrer de um incêndio ou debaixo d’água, eu posso ficar preso ao cinto

FATO: Colisões com fogo ou água ocorrem em apenas 50% de todos os acidentes. Logo, isso não ocorre com frequência. Mesmo assim, quando eles ocorrem, a melhor possibilidade de subsistência consiste em continuar ciente, sem machucados e em plena posse de suas faculdades. O maior perigo é o impacto que antecede o fogo ou a imersão na água. Caso você não esteja empregando um cinto de segurança, é bem possível que você seja atingido desacordado ou seriamente ferido. Se você estiver com cinto, é bastante possível que você seja capaz de destravar o cinto e sair de uma situação de incêndio ou do automóvel imerso.

MITO: Ficar solto em um acidente é a melhor escolha

FATO: Ser projetado para o exterior do carro com segurança em uma colisão é praticamente improvável. Na ocasião em que você é jogado, você é capaz de sair pelo para-brisas, ser jogado ao longo do asfalto, ou ainda atropelado pelo seu próprio veículo. A hipótese de ser projetado de um veículo e aterrissar brandamente em uma área macia ao lado da estrada é pura fantasia. Sua melhor alternativa em uma batida é permanecer no interior do veículo, asseguradamente preso pelo cinto de segurança.

MITO: eu posso ficar ferido em uma colisão, se estiver com o cinto?

cintos-seguranca-machucam FATO: os cintos de segurança usados adequadamente esporadicamente causam ferimentos. Caso o façam, as lesões geralmente são machucados superficiais e, de modo geral, são menos graves do que seria o evento sem qualquer cinto. Sem cintos de segurança, você teria sido projetado para longe do veículo e ficado gravemente ferido. É fato que, às vezes, a força de uma batida é tão intensa que nada conseguiria evitar lesões. Estudos revelaram veementemente que os machucados em pancadas mais graves poderiam ser muito mais graves se os cintos de segurança não tivessem sido empregados.

MITO: Não uso cinto para ir logo ali

FATO: Esse é o comentário que inúmeras pessoas que habitam em regiões rurais usam na ocasião em que questionadas por qual motivo não utilizam cinto. É fundamental lembrar que a maioria dos óbitos por batidas ocorrem dentro de quarenta quilômetros de casa e a velocidades de menos de 60km/h. Isso ressalta que a condução diária de uma habitação de um vizinho para outro, para a faculdade, ou para o açougue da esquina significa o maior perigo.

MITO: A chance de eu sofrer um acidente é muito pequena

FATO: Essa é uma atitude que é geral para tudo o que fazemos. É confortável cogitar que os acidentes só acontecem com outras pessoas. Apesar disso, uma em cada três pessoas irá ser perigosamente ferida em uma colisão de carro em determinado momento ao longo de suas existências. Esse é, realmente, um risco significativo. Nós nunca sabemos quando isso irá ocorrer ou como isso vai ocorrer. A resposta: usem sempre o cinto.

LENDA: Acidente não acontece comigo

FATO: você pode ser um excelente motorista, mas você nem sempre pode controlar os outros motoristas na estrada. As estatísticas em se tratando dos acidentes de automóveis e aos motoristas embriagados são arrasadoras. Mesmo se você estiver guiando defensivamente, um condutor embriagado que se aproxima na próxima curva pode não ser. De novo, você nunca sabe o que pode acontecer. Divirta-se com segurança. Coloque o cinto em cada viagem.

Deixe uma resposta